O que Kaori escreveu para Kousei ao final de Shigatsu wa Kimi no Uso?

Carta de Kaori

Ei. se está aqui provavelmente já terminou de assistir esse anime lindo, se ainda não terminou devo-lhe avisar que nesse artigo irá conter spoilers pois essa carta foi enviada de Kaori a Kousei apenas no final do anime.

Muitos que assistiram chegaram ao final e viram aquela carta porém toda em japonês sem nenhuma tradução mas para nossa sorte, foi feita por fãs, uma tradução para português dessa carta.

Deixarei essa linda porém triste carta de Kaori traduzida aqui para vocês, novamente avisando que essa carta contém [SPOILERS], bom lá vai.

A Carta de Kaori

Carta de Kaori para Arima.

Caro Arima Kousei,
É uma sensação estranha de escrever uma carta para alguém que estava com você até um momento.
Você é o pior.
Indeciso. Ingênuo. Imbecil.
A primeira vez que vi sua performace, eu tinha 5 anos de idade. Foi em um recital de piano na escola que eu frequentava. Um garoto estranho, desajeitado, subiu ao palco e, acidentalmente, bateu o traseiro no banquinho do piano. Foi completamente engraçado. Ele virou-se para o piano que era muito grande para ele e no mesmo momento em que ele tocou a primeira nota, eu me senti atraída.
O som era bonito, como uma paleta de 24 cores. As melodias dançavam.
A menina ao meu lado começou a chorar. Eu não esperava que isso fosse acontecer.
E, mesmo assim, você desistiu de tocar piano. Mesmo que isso tenha mudado totalmente a vida de outras pessoas. Você é o pior. Indeciso. Ingênuo. Imbecil.

Quando eu descobri que estávamos na mesma escola secundária, eu entrei em êxtase. Mas como é que eu iria falar com você? Talvez quem sabe eu saísse no intervalo. Em vez disso, eu só te observei de longe.
Digo. Afinal. Vocês todos se davam extremamente bem. Não havia espaço lá, para alguém como eu.
Quando eu era criança, eu tive que fazer uma operação, e então eu comecei a frequentar o hospital para exames regulares. No primeiro ano do ensino médio, eu desmaiei e tive que ir no hospital mais vezes. A cada visita, eu ficava lá mais e mais. De fato, eu não ia muito para a aula no ensino médio, passei mais tempo no hospital. E eu sabia que havia algo de errado com o meu corpo.
Uma noite, eu vi meus pais chorando na sala de espera e, eu sabia que o meu tempo estava se esgotando.

Foi quando eu fugi.
Eu não queria levar meus arrependimentos para o céu, então parei de me afastar das coisas que eu sempre quis fazer.
Eu não estava mais com medo de ter lentes de contato.
Eu comi tudo que eu queria em vez de sempre me preocupar com meu peso.
E tomei a música com todas as suas altas e magnificas diretrizes e a toquei da maneira que eu queria.
E então eu disse uma mentira. Apenas uma.
Eu menti e disse que eu, Miyazono Kaori, gostava de Watari Ryouta.
E essa mentira te trouxe pra perto de mim.
Por favor, peça desculpas a Watari para mim… mas eu tenho certeza que ele já me esqueceu.
Acho que preciso de alguém mais sincero e sério do que ele.
Embora, seria legal sermos amigos.
E por favor, peça desculpas a Tsubaki para mim também.
Eu não quero que haja ressentimentos. E houve uma coisa que eu nunca poderia pedir a ela, para lhe perguntar diretamente se referindo a nós dois.
Eu não acho que ela teria tido uma resposta para mim.
Afinal de contas, ela era apaixonada por você.
Todos nós sabíamos disso.
Eu acho que as únicas pessoas que não sabiam disso eram você e ela.
Essa mentira dissimulada que me trouxe até você não funcionou do jeito que eu maginava.
Estava mais escuro.
E fraco.
E mais denso.
E mais teimoso.
E mais perverso.
E mais suave.
E mais masculino.
E doce.

Lembra-se das ponte que nós pulamos? A água era tão fria e refrescante.
Aquela corrida ao lado do trem. Eu realmente pensei que poderia ganhar.
A lua que vimos da sala de música naquela noite, como um delicioso bolo.
Cantando Twinkle Twinkle Little Star com você, enquanto andávamos juntos na bicicleta. Em seguida, saindo fora do ritmo. Nós somos cantores terríveis.
Na escola à noite. Eu ainda tenho certeza que havia algo lá.
A neve que caía, assim como as flores de cerejeira.

É estranho ser um músico, ainda mais depois de ter o seu coração preenchido por algo que vem de fora do palco
São cenas inesquecíveis para mim. Mas são essas pequenas coisas. É estranho, não é?
O que você acha?
Você acha que eu consegui entrar no coração de alguém assim?
Gostaria de saber se eu fiz isso no seu.
Gostaria de saber se você ainda se lembra de mim.
Se você esquecer de mim, eu vou voltar e…
Não, eu não quero começar de novo.
Por favor, não se esqueça de mim.
Prometa-me que você não vai me esquecer.

Eu estou contente que era você.

Espero que isso chegue até você, Arima Kousei.

Eu te amo.
Eu te amo.
Eu te amo.

Lamento que não conseguimos comer todos aqueles canelés.
Me desculpe por ter te batido tanto.
Me desculpe, que eu tenha sido tão egoísta.
Estou tão, tão, tão arrependida.
Obrigada por tudo.

Kaori Miyazono A carta de Kaori
Kaori Miyazono e seus canelés

Bom eu achei que tinha superado Shigatsu wa Kimi no Uso, ou melhor, achei que tinha superado Kaori Miyazono mas isso definitivamente não aconteceu.

Se você gosta de animes tristes porém incríveis como esse de uma olhadinha na nossa lista com 20 opções de animes para você assistir chorando

Gostou? Eu quase chorei escrevendo esse conteúdo! Compartilhe nas redes sociais para mais pessoas verem essa carta incrível!

nv-author-image

Patrick Perdigão

Desenvolvedor e estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, louco por programação, adorador de animes, jogador de League of Legends (ou pelo menos tenta) e amante de filmes clássicos. Tentando ser usuário Linux mas a essência da Microsoft não sai tão fácil assim.